Análise de Dados, Estatística

Estatística descritiva no Excel. Entenda tudo agora!

hand-982053

Muita gente utiliza estatística descritiva e nem sabe. Fazem cálculos de média, moda e desvio padrão e às vezes encontram dificuldades. Realizar cálculos de estatística descritiva no Excel é simples, quando usamos o suplemento análise de dados.

Vamos dar uma olhada nas principais estatísticas que descrevem um conjunto de dados. E para facilitar nossa vida, vamos usar uma planilha Excel.

Sempre trabalhamos com algum conjunto de dados, amostras. O primeiro passo de uma análise é compreender o que temos nessa amostra. Para isso, existem essas estatísticas descritivas. Elas são fundamentais na etapa chamada de análise exploratória de dados.

Dentre as estatísticas descritivas, as mais famosas são média, mediana, moda, desvio padrão, máximo e mínimo. Contudo, também veremos assimetria, curtose, contagem (n) e erro padrão. Para começar vamos entender um pouco sobre cada uma das estatísticas descritivas no Excel.

Aonde encontro o item estatística descritiva no Excel?

Em primeiro lugar você precisa instalar o suplemento Análise de Dados no Excel. Após a instalação, o mesmo fica alocado dentro do menu Dados.

Neste menu, teremos diversas opções referente a análise estatística de dados. E nossa opção de hoje será Estatística Descritiva.

Idade 01

E para exemplificar utilizaremos a planilha Excel da imagem acima, contendo a idade de 49 pacientes.Existem apenas duas colunas: a primeira com a numeração do paciente e a segunda contendo a idade.

Se você tem dúvidas de como instalar o suplemento análise de dados do Excel, clique aqui e assista meu vídeo no YouTube ensinando como fazer. É rápido e bem simples!

Qual estatística descritiva é calcula pelo suplemento?

Com a utilização do tópico Estatística Descritiva, no suplemento Análise de Dados, será possível obter não apenas uma, mas diversas estatísticas importantes. Vejam os seguintes resultados do Excel (exatamente nesta ordem):

Média

É uma medida de tendência central. Determina o valor central da sua variável quantitativa, levando em consideração todos os valores presentes na amostra.

Erro Padrão

Essa é uma estatística responsável por determinar o quando a média amostral está distante da verdadeira média populacional.

Mediana

A mediana, como a média, também é uma medida de tendência central. Sua diferença é o fato de não serem utilizados os valores presentes nas extremidades da amostra. Sendo assim, a mediana é considerada uma medida mais forte para verificar a medida central da amostra, para variável em questão.

Modo (moda)

O Excel mostra como Modo, mas essa é a moda dos dados. Simplesmente o valor que mais se repete dentro do conjunto de dados estudado, para determinada variável.

Desvio Padrão

O desvio padrão é uma medida de dispersão. Uma das mais conhecidas em Estatística. Ela é responsável por mostrar a variação (ou dispersão) dos dados da amostra, em relação a média do mesmo conjunto de dados.

Variância da Amostra

A variância também é uma medida de dispersão, sempre positiva, pois é o quadrado do Desvio Padrão do conjunto de dados.

Curtose

Essa também é uma medida de dispersão. Seu objetivo é caracterizar o “achatamento” da curva construída pela distribuição dos dados da amostra. De acordo com o valor da curtose, as distribuições serão classificadas em mesocúrtica (segue a curva normal; = 0), leptocúrtica (pontuda, com o centro acima da normal; > 0) e platicúrtica (bem mais achatada que uma curva normal; < 0).

Assimetria

Essa estatística indica se o quanto uma distribuição não é simétrica, em comparação a uma distribuição normal.

Intervalo

Neste caso podemos chamar também de amplitude. É a diferença entre o maior e o menor valor existente no conjunto de dados em questão.

Mínimo

Este é o menor valor presente no conjunto de dados.

Máximo

Este é o maior valor presente no conjunto de dados.

Soma

Neste resultado o Excel apenas realiza uma soma de todos os valores presentes, para determinada variável, no conjunto de dados.

Contagem

Esse é o n amostral. O tamanho da amostra, ou quantidade de observações no conjunto de dados.

Maior (x)

Essa estatística tem como objetivo trazer o maior valor, podendo ser o primeiro maior, segundo maior, etc. O resultado dependerá do valor de x. Se x = 1, então ele trará o primeiro maior valor do conjunto de dados. Se x = 2, então trará o segundo maior valor.

Menor (x)

Neste caso, vale o mesmo que ocorre para estatística Maior (x), mas para o menor valor do conjunto de dados.

Nível de Confiança (95%)

Neste caso, se essa opção for marcado, o Excel trará o valor de Z para o nível de significância determinado (neste caso 95%).

Como vimos, ao todo são 16 estatísticas que descrevem um pouco da amostra estudada, de acordo com a variável quantitativa em questão. No caso do nosso exemplo, falamos da idade.

Para facilitar a compreensão, vamos assistir o vídeo abaixo e ver como obter rapidamente o cálculo dessas estatísticas.

Gostou do post? Compartilhe com um amigo!

Quer saber mais sobre esse ou outro assunto relacionado? Deixe seu comentário!

Baixe a planilha exemplo clicando aqui!

Tagged , , , , , , ,

2 thoughts on “Estatística descritiva no Excel. Entenda tudo agora!

  1. Boa tarde caros Senhores. Estou interessado em saber como utlizar o Excel numn estudo estatistico quando temos mais de 200 dados. E já agora se for necessário gostaria de frequentar um curso técnico sobre o Excel na estatistica para grandes dados.
    Um abraço.

Deixe uma resposta