Análise de Dados, Estatística, Programação, R

6 Motivos Decisivos pra Você Usar o R Studio

r studio

Se você ainda não conhece o R Studio, está na hora. Para quem já conhece o programa R do projeto chamado The R Project for Statistical Computing ( Projeto R para Computação Estatística), mas ainda não experimentou R Studio, as impressões serão as melhores. Para quem está iniciando no programa R, não vai querer outra coisa.

01. É grátis como o R

Como o próprio programa R, o R Studio também é um software grátis. Você pode baixar o programa em sua página própria, clicando aqui e optando pela versão R Studio Desktop (Free License).

Também é possível adquirir o R Studio Server de graça. Tanto o Server quanto o Desktop, têm versões pagas. Contudo, não perdem sua capacidade analítica em sua versão gratuita. Apenas não tem alguns atrativos como suporte, por exemplo.

02. Sua tela é muito mais organizada

A tela do R não passa de uma folha em branco. Lembro-me da primeira vez que abri o R e quase cai de costas. Deu medo! Eu não tinha a menor ideia de como começar e meu professor da faculdade disse que esse programa era o melhor.

Sinceramente, estava acostumado a ver as telas e o menu mais elegante do SPSS e foi difícil acreditar. Depois de muito esforço, entendi e segui em frente. Porém, o R Studio muda isso completamente. É fácil se familiarizar com ele rapidamente. Ele tem suas telas divididas em quatro partes.

Com essa divisão trabalha-se basicamente com um script, onde serão escritas suas linhas de código, um ambiente, onde é possível ver seus objetos criados, uma parte onde ficam seus gráficos ‘plotados’ e o console, onde suas linhas de código serão executadas. É muito prático!

03. R Studio permite acesso simples as bases

Com o R para visualizar uma base você precisa de uma linha de código para que a base pudesse abrir na sua tela. Todo o resto do programa ficava parado, até que você fechasse a base aberta.

Com o R Studio é diferente. Em uma de suas janelas, chamada de Environment, você tem os nomes de cada base inserida em seu código. Além de seu nome, existe um ícone similar a uma pequena tabela ou planilha Excel. Ao clicar neste ícone, sua base abre do mesmo lado onde fica seu scritpt, mas como uma nova aba.

Essa base pode ficar aberta enquanto você cria seu código ou observa outros pontos do programa. Isso facilita sua vida, pois permite olhar os dados e ao mesmo tempo escrever o código ou olhar um gráfico. Tudo isso junto!

04. O recurso autocompletar e as cores ajudam você no aprendizado

O script do R Studio é simplesmente incrível. E isso é uma verdade por dois motivos. O primeiro é o recurso de autocompletar seus códigos. Você começa digitando qualquer função ou objeto do seu código e ele lhe dá sugestões. É simplesmente incrível.

Antes, com o R, eu precisava lembrar com exatidão o nome das minhas variáveis, por exemplo. Hoje, de acordo com minha escrita inicial o R Studio me sugere as possíveis variáveis. Em relação às funções, você acaba aprendendo muito.

Ele lhe dá sugestões que, às vezes, você nem saberia ser possível em determinado código. E as cores, separando objetos, funções e textos, ajudam principalmente quem está começando a programar em R.  É simples e muito importante para iniciantes.

05. É mais simples instalar e ler pacotes

O processo para você instalar ou apenas iniciar um pacote já instalado ficou bem mais simples. Em umas das suas janelas, o R Studio tem uma aba chamada de Packages. Nela você consegue ver todos os pacotes instalados em seu programa. Basta um flag em uma caixinha e pronto, seu pacote é ativado.

Ainda tem a opção de Update, onde o R Studio verifica possíveis atualizações para seus pacotes instalados. Você escolhe o que quiser atualizar e atualiza. É bem fácil.

Ainda na mesma parte, existe a opção Install. Você clica nessa opção, digita o nome do pacote e pronto. Ele será instalado em seu R Studio. É muito simples de usar!

06. Um histórico para não esquecer nada

Por último, é preciso comentar que o R Studio tem uma aba chamada de History. Nela será gravado todo seu código executado. Isso é perfeito, pois em dúvidas ou até mesmo para aprendizado, é possível olhar todo processo em seu histórico de execução. Muito bom!

Gostou dos motivos? Deixe seu comentário dizendo o que você deseja aprender no R Studio!

Tagged , , , , , ,

Deixe uma resposta